top of page

Ecoturismo cresce e hospedarias buscam atender tal demanda

O número de turistas que procuram o ecoturismo e o turismo rural no Brasil cresceu desde os anos anteriores à pandemia de Covid-19. Pousadas e hotéis buscam estar atrelados às práticas sustentáveis que o ecoturismo propõe.


O Brasil é um dos países com a maior diversidade de fauna e flora no planeta. Não à toa, a busca por viagens para destinos situados, por exemplo, em parques naturais e florestas tem aumentado, sendo, segundo dados do Ministério do Turismo, uma em quatro das escolhas turísticas do brasileiro. Desse modo, o ecoturismo representou 18% dos destinos de turistas estrangeiros no país no ano de 2019, de acordo com a Demanda Turística Internacional.


As 145 unidades de conservação ambiental em todo o território proporcionam um diversificado circuito de destinos possíveis para quem quer viajar e explorar locais menos frequentados, mas com muito a revelar: em 2021 foram contabilizadas 16,7 milhões de visitas, superando o cenário pré-pandemia de Covid-19, onde esse setor contava com 10,7 milhões de visitas (quando contabilizado no ano de 2017). Para o Ministério da Saúde, tal crescimento se deve à consciência ecológica mais difundida na população, como também o interesse por conhecer comunidades tradicionais que vivem longe dos centros urbanos e também a possibilidade de regeneração e bem-estar através do contato com a natureza.


Assim, a demanda para esse tipo de turismo cresce e os empreendedores no setor de hospedagem e hotelaria passam a oferecer estadias que dialogam com a proposta desse tipo de turismo. Ulymar Ferreira da Rocha, proprietário da Pousada Fazenda Raio de Luz, aponta que uma das prerrogativas para atender essa demanda interessada no ecoturismo é que as hospedagens também tenham uma proposta sustentável, com práticas benéficas não somente ao turista, mas também à natureza.


“É importante estarmos seguros de que as práticas de conservação do espaço reservado ao ecoturismo sejam respeitadas. Desde a alimentação até o processo de descarte de resíduos deve respeitar as premissas para um turismo que renove as energias através do contato com a natureza, sem degradá-la”, afirma Ulymar.


Ainda, conforme documento do Ministério do Turismo, muitos são os fatores que fazem cada vez mais comunidades adotarem o ecoturismo e o turismo rural, como: conservação dos recursos naturais e do patrimônio cultural; promoção de intercâmbio cultural e enriquecimento cultural; integração das propriedades rurais e comunidade local; valorização das práticas rurais, tanto sociais quanto de trabalho; diversificação da economia regional, pelo estabelecimento de micro e pequenos negócios; geração de novas oportunidades de trabalho e renda; e incorporação da mulher ao trabalho remunerado.


Além disso, o proprietário da Pousada Fazenda Raio de Luz acredita que quanto mais contato com comunidades tradicionais e locais onde a natureza se mostra de maneira conservada, mais consciência o cidadão tem da necessidade de preservação da fauna e flora do país. “O desmatamento cresce cada vez mais e muito disso é causado pela desinformação sobre os impactos nas comunidades próximas e até distantes que a derrubada da floresta causa. É importante estarmos em constante contato com o nosso patrimônio mais precioso, a natureza”, aponta Ulymar.


Mais informações no site da Pousada Raio de Luz: https://pousadaraiodeluz.com/


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page